CEIAS DE NATAL PELO MUNDO

Vamos dar a volta ao mundo e conhecer a culinária natalina de alguns países!

CEIAS DE NATAL PELO MUNDO

Como em toda cultura, a gastronomia é a principal característica, principalmente nas datas de confraternização familiar, uma mesa cheia não pode faltar! Vamos dar a volta ao mundo e conhecer a culinária natalina de alguns países! Começando pelo Brasil, por ser um país colônia, tem a influência de tantas outras culturas e acabamos adquirindo seus costumes. Tradicionalmente são servidos peru, lombo, tender, bacalhau, farofa, salada, panetone, rabanada, e tantos outros. Em Portugal, o Natal é uma data de grande importância com tradições diferentes em cada região do país. No Norte, por exemplo, é celebrada a Consoada Magra, em que só se pode incluir peixes nas refeições, em memória do tempo em que a igreja aconselhava o jejum natalício, que só devia ser quebrado depois da Missa do Galo. Já em outros lugares, além da alimentação com peixes, adiciona-se carnes, além da cultura da caça. Na Espanha há um grande consumo de amêndoas, os doces tradicionais marzipã e torrone certamente estão na ceia do espanhóis. Peixe assado com limão, cebola, azeite e farinha de rosca e peru com trufas são os principais pratos no Natal Ibérico. Na Itália, o natal é uma festa muita guardada, o banquete é contém sete pratos, incluindo o antepasto (entrada), seguido por uma massa, um peixe, duas saladas e dois pudins. Além disso, há também os tira gostos, frutas, chocolates, panetone e frutos do mar, alguns também fazem o consumo de lentilha. A tradicionalíssima França não poderia estar de fora da nossa viagem gastronômica. Na ceia de natal francesa são servidos peru com castanhas, fígado de ganso, carnes, salmão defumado, e queijos variados. O bolo de natal, chamado de Bûche Nöel, é um rocambole recheado com creme de castanhas e coberto com marzipan, e são servidas mais outras treze sobremesas diferentes. Ganso assado, acompanhado de batatas, repolho, cenoura, salsão e pickles é um dos cardápios mais populares do Natal alemão. No interior da região sul a festa é comemorada com um banquete de carnes de caça, como javali e veado. Para a sobremesa é servido o delicioso stollen, bolo de massa densa e frutas secas. No interior dos EUA, a ceia de Natal é muito parecida com o jantar do dia de ação de graças, peru com molho de cranberry, legumes, pumpkin pie (torta de abóbora) e uma bebida chamada eggnog feita de ovos, açúcar, leite e rum. No resto do país, pelo fato de haverem imigrantes do mundo todo, cada família comemora ao seu estilo. Uma tradicional ceia natalina inglesa é composta por um prato bem familiar à nossa ceia: o peru recheado, que pode ser preparado seguindo diversas receitas, incluindo como acompanhamento ameixas e batatas assadas - embora existam aqueles que prefiram o ganso. Também faz parte do tradicional menu, o famoso pudim de Natal inglês, cuja receita leva uma lista enorme de ingredientes (gengibre, noz-moscada, amêndoas, uvas passas, cerejas, etc.), a preparação é bastante demorada e trabalhosa, envolvendo os membros mais próximos da família na sua elaboração. Todos, um de cada vez, trabalham a massa e fazem um pedido a ser realizado. Dentro da iguaria, é colocada uma moeda de chocolate e aquele que encontrar a moeda na sua porção terá o pedido realizado. O coroamento do jantar se dá quando o pudim de Natal é levado à mesa, decorado com ramos de visco e azevinho e servido com brandy. Na Jamaica, a ceia tradicional tem um toque bem africano, ela é composta por arroz, ervilha do congo (ervilha verde e marrom), frango, rabada e cabrito ensopado. Em alguns lugares é servido rosbife e leitão assado. No Japão, mesmo que a maioria da população não seja cristã os japoneses também comemoram o Natal. Os mais jovens saem para jantar nos melhores restaurantes e nos lares nipônicos, cada ano é feita uma ceia diferente, muitas vezes comem frango frito e bolo comprado em lojas especializadas. Ultimamente, pizza tem sido um prato bem requisitado para essa data. Na República Tcheca a ceia consiste em sopa de peixe, saladas, ovos e carpa. Segundo a superstição local todos na mesa devem ter um par ou senão estarão mortos no próximo Natal. Os russos deliciam-se com bolos, tortas e pasteizinhos de carne, além de um mingau chamado "kutya" feito de grãos de trigo. Em vez do Papai Noel, quem traz os presentes é a mítica "Baboushka". Embora a Noruega seja um país pequeno, com 4 milhões de habitantes, cada região tem um costume diferente. Na costa oeste e nos fiordes, o consumo de peixes como bacalhau e haddock é bem grande. Mais para o interior são servidas costeletas de porco, bolo de carne e lingüiças especiais. Alguns fazendeiros deixam um prato de mingau nos celeiros, para o gnomo que protege as fazendas. Durante o ano os noruegueses costumam comer carne de rena e se não tomarem cuidado daqui a pouco o Papai Noel vai ficar a pé. Os suecos festejam o Natal em torno de uma grande mesa, onde é servido o smorgasbord, bufê com variedades de frutos do mar, leitão, arenque, caviar, queijos, pães, frutas e feijão manteiga. Na Finlândia a ceia é composta por uma caçarola de macarrão, rutabaga (nabo sueco), cenoura, batata, peru e presunto, além disso servem uma travessa de carne e peixe. Tradicionalmente após a festa as pessoas vão para a sauna e em seguida visitam os túmulos de seus parentes. Os nativos da Groenlândia gostam muito de um prato bastante estranho para o nosso paladar. Em vez de peru, eles comem um pássaro parecido com o pingüim chamado "pequeno auks". Ele é preparado envolto em pele de foca e enterrado por meses até decompor. Delicioso, não? A Austrália por estar no hemisfério sul, o Natal acontece no Verão. Geralmente é comemorado com um churrasco de camarões, carne e frango e para finalizar eles servem sorvete ou sorbet (parecido com a nossa raspadinha). A África do Sul tem uma ceia influenciada pelos ingleses, com torta de carne moída, arroz com passas, legumes, pudim e o bom e velho peru de Natal. Ufa! Que grande viagem! Mas aposto que foi divertido e delicioso!

Data: 26/11/2018 12:16

Autor: Correio Gourm@nd